Campos Gerais Destaque

Pedágios entre Campos Gerais e Curitiba voltam a funcionar em fevereiro

Kauana Neitzel
Via Araucária já tem data definida para iniciar a cobrança dos pedágios 

Durante reunião entre diretores do Grupo Pátria, que controlam a concessionária de pedágio Via Araucária, e autoridades de Curitiba, nesta quarta-feira (17), foram apresentadas datas de funcionamento e futuros investimentos. A Via Araucária estima gerar mais 800 empregos diretos até o início da operação do pedágio, que começa no dia 26 de fevereiro.

A via Araucária vai controlar o pedágio do Lote 1 das concessões rodoviárias do Paraná, um trecho de 473 quilômetros de rodovias federais e estaduais entre Curitiba, Região Metropolitana, Centro-Sul e Campos Gerais.

Leia mais: Concessionária abre 682 vagas de emprego para trabalhar nos pedágios

Investimentos

Durante o encontro, o diretor-presidente da Via Araucária, Sérgio Santilan, que estava acompanhado do diretor-financeiro, Gilson Carvalho, e do coordenador institucional, João André Sarolli, explicou que a previsão é de que a concessionária do Lote 1 invista R$ 7,9 bilhões nas obras.

As melhorias e manutenção serão realizadas em trechos das rodovias BR-277, BR-373, BR-376, BR-476, PR-418, PR-423 e PR-427. A ideia é investir 75% do montante nos primeiros sete anos do contrato, entre 2024 e 2030.

Entre as obras previstas, estão a implantação de 344 quilômetros de duplicações, onde está contemplado o trecho Curitiba-Campo Largo, da BR-277. Além disso, prevê implantar 215 km de faixas adicionais, 32 km de vias marginais, 27 km de ciclovia, 63 viadutos e trincheiras, além de passarelas, passagens de faunas e outras obras.

Empregos

Santilan também relatou sobre as frentes de trabalho para recuperar e adequar as bases operacionais e as praças de pedágio do trecho, sinalização e conservação das rodovias, além da aquisição de guinchos, ambulância e veículos operacionais que serão utilizados para atender os usuários.

A operação está gerando centenas de empregos para a região de Curitiba. A Via Araucária estima gerar mais 800 empregos diretos até o início da operação do pedágio, que começa no dia 26 de fevereiro. Existem vagas para operadores de pedágio, atendimento ao cliente, técnicos de obras, motoristas, entre outras. Clique aqui para se candidatar a um emprego.

Será criado também um sistema de radiocomunicação, com implantação de torres de rádio, totens de atendimento nas bases operacionais e um Centro de Controle Operacional (CCO).


    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone