Geraldo Stocco volta a pedir cassação do mandato do vereador Felipe Passos

Geraldo Stocco volta a pedir cassação do mandato do vereador Felipe Passos

Após Felipe Passos se tornar réu por "rachadinha" e assédio moral e sexual, Stocco decidiu pedir cassação do mandato mais uma vez

Das Assessorias 14.02.2022 14h00

O vereador Geraldo Stocco (PSB) protocolou nesta sexta-feira (11) um novo pedido de cassação do mandato do vereador Felipe Passos (PSDB) no Legislativo Municipal. O pedido foi protocolado na Câmara Municipal de Ponta Grossa (CMPG) após a Justiça tornar Felipe réu em um processo em que o tucano é acusado de "rachadinha" e assédio moral e sexual contra antigos assessores. 

Em 2021, Stocco já havia pedido a cassação do mandato de Felipe Passos pelo mesmo motivo - na época o tucano era apenas investigado e não havia sido denunciado pelos crimes. 

"Naquele momento já era claro para mim que o vereador Felipe havia cometido a quebra de decoro parlamentar, mas o plenário votou contra e nós acabamos derrotados no nosso pedido", diz Stocco. 

 

Com Felipe sendo réu junto ao Poder Judiciário, Stocco acredita que o Legislativo deve, mais uma vez, analisar a postura do parlamentar. "Muito recentemente nós tivemos aqui na Casa de Leis vereadores que foram presos, um deles só se afastou das funções após um processo muito longo. Entendo que ser réu por crimes como estes, cometidos dentro do Legislativo, configura quebra de decoro sem discussões", destaca Stocco.

 

Para o vereador do PSB o caso se torna ainda mais relevante diante da "pauta moral de bons costumes" que Felipe encabeça no Legislativo.

 "Não se trata de julgamento moral de um colega, mas sim de lembrar que ele sempre pregou pela lisura na vida pública e agora ele deveria renunciar. Como creio que ele não fará isso, meu papel é pedir sua cassação junto à Corregedoria", conta Stocco. 

 

O pedido de Stocco foi protocolado no Legislativo e deve ser votado na próxima sessão do Legislativo, a primeira de 2022. No pedido anterior da cassação de mandato de Felipe Passos, a demanda acabou sendo derrotada em plenário - além de ser réu na Justiça, Felipe também teve R$ 50 mil em bens bloqueados pelo Poder Judiciário

 

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DE NOTÍCIAS NO WHATSAPP

Deixe seu comentário