Campos Gerais

Longa-metragem ‘Romãna Amor e Fé’ produzido em Castro será lançado nesta sexta-feira

Com duração de 1h20, filme conta a trajetória de Romãna e de seu irmão Justo. Romãna se torna uma santa popular

Será lançado nesta sexta-feira (28), às 19h30, no Salão Nobre do Sepam, em Castro, o primeiro longa-metragem produzido com recursos da Lei Paulo Gustavo. É o filme ‘Romãna Amor e Fé’ um romance histórico que conta durante 1h20 a trajetória de Romãna e seu irmão Justo, desde a fuga de enchovias até a morte de ambos em 1912 e o início do culto a Romãna, considerada uma santa popular. (Na foto acima, mostra Romãna em fases diferentes e junto de Nossa Senhora).

A reportagem do Portal Boca no Trombone conversou com a escritora e diretora do filme, Mayka Wogue. Ela disse que para produzir o longa foi um grande desafio. “Até então havia produzido coisas menores e ficção com recursos próprios, a responsabilidade de se produzir Romãna, um personagem real, cultuada e reverenciada como santa foi incrível. Eu tinha nas mãos não só a história de Romãna, mas a fé de muitas pessoas e independente de minhas convicções religiosas, eu tinha que transmitir a sensibilidade necessária, sem cair em clichê e não desrespeitar a fé alheia”. Mayka lembra que a ideia inicial para produzir o filme foi da Titia Zélia, qual sugeriu fazermos um programa no Canal Língua Solta sobre a Capelinha Nhá Romãna. “Com a morte de Zélia, a ideia ficou adormecida até ano passado e quando Castro foi um dos municípios contemplado com os recursos da Lei Paulo Gustavo, não tive dúvidas e era a hora de por a ideia em prática”.

Mayka explica que Romãna e seu irmão Justo eram originários de Enchovias, atual Piraí do Sul, vieram para Castro buscando uma melhor qualidade de vida, pois em Enchovias era impossível já que eram segregados devido a hanseníase.

“Em Castro foram perseguidos e viviam em uma situação de miséria, mas Romãna era extremamente religiosa e suas orações começaram a ganhar fama. Fixaram residência no atual Vila Santa Cruz, viviam da caridade de alguns habitantes e das prostitutas de um bordel. Muitas pessoas desafiavam as leis que proibiam o contato com os irmãos e vinham pedir suas rezas (Romãna), isso acabou provocando a ira da elite castrense e da igreja. Justo e Romãna morreram em 1912, com diferença de poucos meses, mesmo depois de sua morte as pessoas continuaram a vir pedir graças em sua sepultura. Já em 1915, Amadeu Guerra mandou construir uma capela usando a sepultura de Romãna como altar. Até hoje, milhares de pessoas visitam a capela onde fazem preces e deixam objetos como agradecimento por graças recebidas”, conta Mayka.

Os personagens principais são Romãna, Justo, Guerra e Candinha. O elenco da longa-metragem conta com 20 atores de Castro e região e a equipe total envolvida é de cerca de 50 pessoas, contando técnicos, equipes de produção e apoio. Para as gravações uma chácara foi locada onde foi construído a casa de Romãna e os cenários externos, além de gravações pelo casario da cidade, Museu do Tropeiro, Casa de Sinhara e Casa da Cultura.

Mayka destaca que a equipe de produção iniciou os trabalhos em dezembro e as gravações ocorreram entre fevereiro e março desse ano. “A edição encerrou este mês de junho, porque tive o cuidado e também de acompanhar pessoalmente toda a produção, até a finalização da edição”. Sobre a expectativa, a diretora do longa espera que “Castro não é de participar de eventos culturais como cinema, teatro, balé etc. Nossa expectativa é que tenhamos um bom público, porque estamos contando uma história real e a notícia é que o filme foi inteiramente produzido em Castro e isso é um diferencial”.

Por fim, Mayka aponta que a grande contrapartida foi entregar completamente restaurada a Capelinha Nhá Romãna, onde repousam os restos mortais da ‘santa popular’ e Justo e é ponto de peregrinação de mitos fiéis e devotos.

“Já para mim apresentar esse filme no dia 28 tem um significado todo especial e é mostrar que eu uma mulher trans, pobre de uma cidade interiorana e conservadora, pode fazer muito mais do que se prostituir. Me sinto honrada e realizada, afinal, o edital me forneceu verbas para um curta metragem, mas estou entregando um longa, com qualidade e seriedade, antes do prazo final e no Dia do Orgulho LGBTQIA+”, finaliza Mayka Wogue.

Elenco

Gertrudes: Rosani Zampieri
Romãna jovem: Alice Pizzaia
Romãna idosa: Rosani Zampieri
Justo: Allan Christyan Logam
Amadeu Guerra: Gabriel Lima
Camdinha: Lorena Barbosa
Sdd Gumercindo: Mozart Junior
Nossa Senhora: Nana Martins
Lourdes: Maysa Oliveira
Prefeito Ignácio: Rodolfo Rodrigues
Primeira dama: Natalia de Paula
Diocleciano: Keoma Terleski
Raimundo: Henrique Machado
Quitéria: Thamiris Antunes
Das Dores: Alline Rafaelle
Dr Faustino: Edival Neto
Criança: Lorenzo Gabriel
Padre: Robson Barbosa
Prostitutas
Edite: Mayka Wogue
Maria: Ary Medeiro
Porcina: Rachel Salomons

Elenco de Apoio:
Anderson Machado
Carla de Iansã
Elton Andrade Brizola

Baseado em documento público de Padre Livio Donati
Direção Geral: Mayka Wogue
Roteiro e direção: Mayka Wogue
Pesquisa: Nilceia Maria Zens e Mayka Wogue

Diretor e preparador de elenco: Mateus Ribeiro
Editor Geral: Eduardo Feitosa
Sonoplastia: Eduardo Feitosa
Trilha Sonora: Orquestra Filarmônica Cesumar Maestro Davi Oliveira
Imagens Aéreas: Francisco Barreto (Catito)
Figurinos: Henrique Machado, Rosani Zampieri, Josse Moreira
Adereços: Rosani Zampieri.
Cenografia:
Ana carolina Fagundes Ribeiro
Lucas Mateus Dias Ribeiro
Iluminação: Mateus Ribeiro, Henrique Machado, Aragon Egon
Maquiagem: Mateus Ribeiro
Alimentação: Matilde Nerci Carneiro Rodrigues, Mozart Cartez Junior
Transporte: Mozart Cartes, Cleiri Carneiro
Contra regras: Aragon Egon, Abel Marcondes Parnanguara
Produção: Estúdio Fundação Titia Zélia Canal Língua Solta

Veja algumas fotos dos bastidores:


Matheus de Lara

Matheus de Lara

Jornalista formado pelo Centro Universitário Santa Amélia (UniSecal) de Ponta Grossa.

Graduado em dezembro de 2019, já trabalhou por dois anos em jornal impresso em conjunto com um portal de notícias. Atualmente exerce o cargo de jornalista no Portal Boca no Trombone, desde 13 de março de 2023.

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone