Campos Gerais

Cadeia Pública de Castro celebra a formatura da 1ª turma de qualificação em gestão de empresas da Fanduca

O curso, feito em parceria entre a Polícia Penal do Paraná (PPPR) e a Igreja Universal do Reino de Deus, com o projeto Universal Nos Presídios (UNP), foi realizado na modalidade EAD (Ensino a Distância), teve início no dia 1º de fevereiro de 2024, com sete detentos matriculados

No domingo (9), a primeira turma do curso de qualificação profissional em gestão de empresas da instituição Fanduca celebrou sua formatura em grande estilo. A cerimônia ocorreu na Cadeia Pública de Castro, contando com a presença de familiares dos formandos, o que tornou o evento ainda mais especial e emocionante.

O curso, feito em parceria entre a Polícia Penal do Paraná (PPPR) e a Igreja Universal do Reino de Deus, com o projeto Universal Nos Presídios (UNP), foi realizado na modalidade EAD (Ensino a Distância), teve início no dia 1º de fevereiro de 2024, com sete apenados matriculados. Após meses de dedicação e estudo, eles concluíram com sucesso a qualificação no dia 7 de junho, marcando um importante passo na reintegração social e profissional dos participantes.

A Universal, em um gesto de apoio e solidariedade, não só ofereceu uma refeição matinal para comemorar a conquista dos formandos, mas também emprestou as becas utilizadas na cerimônia e decorou o local, proporcionando um ambiente festivo e acolhedor.

“As pessoas privadas de liberdade enfrentam desafios únicos, mas esta iniciativa demonstra que, com acesso a oportunidades educacionais adequadas, podem não apenas se reabilitar, mas também contribuir de maneira significativa para a sociedade. Estou impressionado com o comprometimento e dedicação demonstrados por cada uma dessas pessoas que concluíram este curso”, afirma o diretor-geral da Polícia Penal do Paraná, Reginaldo Peixoto.

Elerson de Lima, gestor da Cadeia Pública de Castro, destacou a importância do curso na vida dos custodiados. “Este curso é uma oportunidade única para os privados de liberdade, pois oferece uma nova perspectiva de vida e de carreira. A educação é a chave para a reintegração e transformação social, e estamos muito orgulhosos de todos os formandos”, destaca.

Elerson também disse “a educação através do estudo e de cursos profissionalizantes inseridos na cadeia é de suma importância, não só para àqueles que estão submetidos à pena restritiva de liberdade, mas também para toda a sociedade, uma vez que, inserindo conhecimento para as pessoas que tiveram um comportamento anti-social, reprovado por toda a sociedade, será mais eficaz a tentativa de se reeducar tais indivíduos, possibilitando melhor convivência quando em retorno à sociedade e permitindo maior chance para o mercado de trabalho”.

William Ribas, diretor da Regional Administrativa da PPPR em Ponta Grossa, também ressaltou o valor da educação como ferramenta de mudança. “A conclusão deste curso mostra a capacidade de superação e a força de vontade destes apenados. Este é apenas o começo de novas oportunidades e conquistas para todos eles”, enfatiza.

A formatura da 1ª turma do curso EAD Fanduca em Gestão de Empresas representa um marco significativo não apenas para os formandos, mas também para a comunidade e as instituições envolvidas.

Leia também: Polícia Civil prende homem por tentativa de homicídio em bar de Castro


BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone