#VCcomaBNT Destaque

Moradores alertam sobre caso de dengue em bairro de Ponta Grossa

Secom Irati
Caso foi agravado e homem infectado ficou quatro dias internado; fique atento aos sintomas

A Secretaria de Saúde do Paraná divulgou hoje (23) o boletim da dengue, que correspondem aos dados de 30/07/2023 a 17/01/2024, o documento aponta que Ponta Grossa teve 154 notificações, destes foram confirmados cinco casos e 16 prováveis. O Portal Boca no Trombone foi procurado por uma moradora do Jardim Carvalho que relatou que o marido foi infectado pela Dengue, acabou sendo internado e deixa o alerta para o cuidado com o mosquito.

Os dados apresentados pela SESA apontam que os casos confirmados são importados, significa que local provável de Infecção é diferente do município de residência do paciente. Mas a família do paciente diagnosticado, que conversou com a reportagem, alega que o homem se infectou em casa. A divergência dos dados pode ocorrer devido à periodicidade de atualização do boletim.

A moradora busca deixar o alerta, pois o seu marido foi hospitalizado sexta-feira (19) e recebeu alta ontem (22), “deu entrada no Hospital São Camilo na sexta com petecas no corpo (pontinhos vermelhos no corpo), muita dor nas articulações, fraqueza e sem fome. Estava quase uma semana com sintomas. Fez exame e diagnóstico dengue”, conta.

Não saímos do bairro por esses dias, então foi aqui mesmo”, relatou a moradora se referindo ao Bairro Jardim Carvalho. E disse ainda que é preciso “mobilizar os agentes de saúde que cuidam aqui do bairro. Muito tempo sem receber visita dos agentes sanitárias”.

Leia mais: Primeiras doses da vacina do SUS contra dengue chegam ao Brasil

Entramos em contato com a Prefeitura de Ponta Grossa a qual passou o boletim atualizado:

PMPG

SINTOMAS – A transmissão da dengue acontece durante a picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectado com o vírus. Após a picada, os sintomas podem aparecer em até 15 dias.

Normalmente, a primeira manifestação da dengue é febre alta (39°C a 40°C) que dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos. Podem ocorrer manchas que atingem a face, tronco, braços e pernas. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem ocorrer.

“A população precisa estar atenta e a qualquer um desses sintomas procurar um atendimento médico sem fazer uso de qualquer medicamento sem prescrição. Quanto antes for diagnosticada, menores são as chances de complicações pela doença”, enfatizou o secretário.

Reprodução/arte Kauana Neitzel

 

Com informações AEN


    Kauana Neitzel

    Kauana Neitzel

    Kauana Neitzel é jornalista formada pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

    Atua na área desde 2020. Possui experiência com redação em portais de notícia; trabalhou em rádio; participou de projetos do Governo do Paraná na área da fotografia e redação; estagiou na UTFPR, no departamento DIREC; trabalhou como chefe de redação em jornal impresso e site na região Centro-Sul do Paraná; atualmente, exerce o cargo de editora chefe no portal Boca no Trombone.

    Comentar

    Clique aqui para comentar

    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone