Ponta Grossa

Mulher é condenada a 32 anos de prisão por matar ex-marido em PG

Reprodução
O crime ocorreu em um açougue. A condenada, também, foi denunciada por tentativa de homício contra a companheira do ex-marido

Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, o Ministério Público do Paraná obteve nesta semana, em 9 de maio, no Tribunal do Júri, a condenação de uma mulher denunciada por homicídio qualificado, tentativa de homicídio e porte irregular de arma de fogo a 32 anos e 9 meses de reclusão em regime fechado. Ela matou o ex-marido a tiros, no local de trabalho dele (um açougue). Na ocasião, também atirou contra outra pessoa.

O crime ocorreu em 9 de novembro de 2022, durante o dia, motivado por uma disputa judicial por bens e imóveis. A mulher foi até o açougue e atirou no ex-marido, sem aviso. Logo depois atirou na então companheira dele, que estava ajudando no trabalho e correu para acudir ao ouvir os tiros, e depois novamente no ex. Imagens de uma câmera de segurança do local registraram parte da ação. Os jurados acataram todas as qualificadoras apresentadas pelo MPPR no julgamento: no caso dele, homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel e por recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Na tentativa de homicídio, a qualificadora de dificultar a defesa da vítima e assegurar a execução da morte dele.

A ré já se encontrava presa preventivamente e seguirá detida sem o direito de recorrer em liberdade.

Leia também: BR-277 tem pista interditada devido fumaça causada por incêndio em vegetação


BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone