Ponta Grossa

Com investimento de R$ 9 mi, avança obra da Estrada do Alagados

PMPG
Nesta fase, acontecem os trabalhos de limpeza e obras de drenagem, no trecho urbano da estrada, no San Martin. A previsão de entrega da obra é de 240 dias

A Prefeitura de Ponta Grossa avança as obras de pavimentação da Estrada do Alagados. O investimento é de mais de R$ 9 milhões e compreende a execução de obras em mais de seis quilômetros da Estrada Arichernes Carlos Gobbo. Os recursos foram viabilizados através de parceria entre o Município e o Governo do Paraná, através da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (SEIL). Nesta fase, acontecem os trabalhos de limpeza e obras de drenagem, no trecho urbano da estrada, acompanhando o loteamento San Martin.

A prefeita Elizabeth Schmidt comenta que a pavimentação da Estrada do Alagados é um compromisso da gestão que agora está em execução. “Trabalhamos muito para vermos o início desta obra que será de grande importância para o escoamento da produção rural, beneficiando inúmeros produtores, bem como para atrativos turísticos, como a Cachoeira do Rio São Jorge, a Capela Santa Bárbara e a Represa do Alagados”, destacou Elizabeth.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Planejamento do Município, Luiz Henrique Honesko, a obra acontece em um terreno que exige muitas intervenções e que será feita totalmente em blocos de concreto, como também estrutura de drenagem e de sinalização. “Estamos trabalhando no sistema de drenagem, na colocação de galerias de água pluvial, próximo ao Residencial San Martin, interligando com as esperas da rede existente”, explica Honesko que salienta que pelo contrato, a previsão de entrega da obra é de 240 dias.

O secretário destaca que em breve iniciarão as etapas de colocação de sub-base e base da via, para em seguida acontecer a aplicação do pavimento tipo paver, finalizando o trecho compreendido na área urbana. “Por enquanto, os desvios limitam-se na região em que é possível contornar pelo San Martin. Porém, no decorrer da obra, na área rural, será estudado trecho a trecho como manter a trafegabilidade da via, com possibilidade de trânsito em meia pista, ou mesmo, abrir estradas de serviço”, finaliza.


Avatar

Das assessorias

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone