Destaque Ponta Grossa

Cursos oferecidos por projeto da Caritas Diocesana capacita paroquianos

As aulas de panificação, design de sobrancelha e corte e costura atraem muita gente, que vem em busca de se profissionalizar seja para buscar um emprego.

Um dos destaques apontados pelos párocos integrantes do Projeto Pastoralidade e Transformação Social, desenvolvido pela Caritas Diocesana de Ponta Grossa, são os cursos oferecidos como forma de capacitação, pensando na geração de renda.

As aulas de panificação, design de sobrancelha e corte e costura atraem muita gente, que vem em busca de se profissionalizar seja para buscar um emprego ou para abrir o próprio negócio. Como continuidade desse processo formativo, a intenção é envolver os participantes em formações em Economia Popular Solidária.

Leia também: Evento voltado ao cuidado com o corpo acontece semana que vem na ACIPG

Segundo a assistente social da Caritas Diocesana, Erica Pilarski Clarindo, a ideia é fazer com que essas mulheres entendam o que é a Economia Popular Solidária e que ela funciona como uma forma de geração de renda alternativa, especialmente para elas que estão em situação de vulnerabilidade e não têm uma rede de apoio, ou seja, quem fique com as crianças. “Com esses conhecimentos, ela consegue desenvolver esse trabalho em horários alternativos. E pensamos oferecer mais cursos para tentar qualificar sempre cada vez mais. Chegar na comunidade e mostrar que elas também são capazes. Muitas vezes não se sentem valorizadas, mas querem sair da situação em que se encontram, fazer um curso e não têm essa oportunidade. A Caritas, através desses projetos, é o caminho para isso”, explica.

A Caritas tem como área de atuação a Economia Solidária. É uma entidade de apoio da economia popular solidária. “Com o Projeto Pastoralidade e Transformação Social vimos que iríamos conseguir fazer esse caminhar. Fazer formação, qualificar as pessoas, dando passo por passo até que consigam ter um empreendimento, abrir um estúdio de design de sobrancelha, de manicure. Esse é o foco de transformação da realidade delas”, acrescenta Erica.

Presidente

A assistente social da Caritas Diocesana, Erica Pilarski Clarindo foi reeleita, em outubro, presidente do Conselho Consultivo da Caritas Paraná. Ela é a primeira leiga mulher eleita presidente. O conselho consultivo ficou composto por Erica; Andressa Gongora, representando a Caritas de Maringá, como vice-presidente; e Jaqueline Faria, da Caritas da Diocesana de Campo Mourão, no cargo de secretária. Como suplente, permanece Paulino de Almeida, da Caritas Diocesana de Umuarama.

“A Caritas Diocesana Ponta Grossa sempre contribuiu para a Caritas Regional Paraná. O primeiro presidente do Regional foi o diácono Toninho (Flávio Antônio Pauluk)que ficou dois mandatos presidente. Foi eleito em 2009. O diácono Luizinho (Luiz Cézar da Silva) também foi vice-presidente da Caritas Paraná. Eu encerro o mandato agora. Fui eleita em 2019 para assumir em 2020. Fui reeleita para quatro anos no conselho consultivo e mais dois de presidente. Até 2025, estarei como presidente do Regional. Estaremos colaborando com o secretariado regional nas decisões e encaminhamentos e o caminhar da Caritas no Paraná. Não me represento. Eu estou representando Ponta Grossa. Sou uma funcionária autorizada a estar nesse espaço, para colaborar nesse caminhar da Caritas. Minha eleição é reflexo do que foi desenvolvido aqui na Diocese”, argumenta Erica.

     Na VIII Assembleia Ordinária Geral Eletiva, realizada em Londrina, dia 26 de outubro, Márcia Ponce ainda foi reconduzida, por unanimidade, para mais quatro anos na função de Secretária Executiva da Caritas Brasileira Regional Paraná.


Avatar

Das assessorias

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone