Policial

Homem é preso em flagrante tentando sufocar companheira em Castro

PCPR
A vítima relatou que se não fosse a chegada da polícia, ela não sabia o que seria dela. A mulher apresentava pelo corpo marcas de outras agressões sofridas

A Polícia Civil do Paraná (PCPR), por intermédio da 43º DRP – Castro, prendeu em flagrante um homem, de 30 anos, natural de Sorocaba/SP, após crime de agressão física, perseguição e ameaça contra sua companheira.

Na tarde desta quarta-feira (8), a equipe policial recebeu uma denúncia anônima na delegacia, relatando que uma mulher estava sofrendo violência física e psicológica. De posse das informações repassadas, a equipe deslocou até o local, sendo um prédio público abandonado e confirmou a denúncia apurada.

No momento da chegada da equipe, o indivíduo estava tentando sufocar a convivente, com o intuito de não entregar seus documentos pessoais. A equipe conseguiu conter o agressor e resguardar a integridade física da mulher. A vítima temia que se não fosse a chegada da polícia, ela não sabia o que seria dela, relata.

A mulher ainda confirmou em depoimento, que convivia a cerca de seis meses com o autor, e que são oriundos do estado de São Paulo, mas que diante do contexto, era obrigada a pedir esmola para sustentar o vício em drogas do companheiro e também a própria alimentação de ambos. A vítima apresentava marcas de agressões.

Diante da situação, o casal foi encaminhado para Delegacia onde o preso foi autuado em flagrante. A mulher foi assistida pela equipe da Secretaria Social do munícipio e após os procedimentos, foi encaminhado ao abrigo. Segundo informações, a vítima retornará para São Paulo, sob os cuidados de seus familiares.

Por fim, o indivíduo foi encaminhado à Cadeia Pública de Castro, onde permanece a disposição da Justiça.

A Operação Mulher Segura é uma medida de extrema relevância, não apenas para a repressão, mas sobretudo para a prevenção da violência contra a mulher. A operação vai atuar em quatro frentes para garantir a segurança das mulheres: palestras, reforço nos cumprimentos dos mandados judiciais contra os agressores, visitas às vítimas e aos agressores para acompanhamento, além do monitoramento de quem já é acusado ou condenado.

Na oportunidade, a Polícia Civil reforça a importância da denúncia e combate da violência contra a mulher.

DENÚNCIAS – A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem no andamento das investigações. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197 da PCPR ou 181 do Disque-Denúncia ou (42) 3232-2379, diretamente à equipe de investigação.


BNT Vídeos

Mais Lidas

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone