#VCcomaBNT Destaque

HU tenta amenizar situação de terceirizados com salário atrasado, mas ameaça de greve continua

Decisão será até que o pagamento dos salários atrasados sejam efetuados. Ameaça de paralisação de terceirizados na próxima semana aumenta

Os funcionários terceirizados do Hospital Universitário Regional (HU-UEPG) ainda estão sem receber os salários atrasados, que não são pagos desde o início de dezembro. Segundo os trabalhadores, eles teriam sido comunicados que o pagamento ocorreria na sexta-feira (26), o que não aconteceu.

Agora, a partir desta segunda-feira (29), a direção do HU decidiu liberar o almoço e jantar gratuitos para os terceirizados credenciados, até que o pagamento seja efetuado.

Além disso, vans para transporte dos trabalhadores serão disponibilizadas pelo Hospital. Três linhas devem operar neste primeiro momento: Uvaranas, Borato/Nova Rússia/Santa Paula e Cará-Cará/Oficinas/Santa Maria. As linhas funcionarão às 06h e às 18h, em um esquema semelhante ao aplicado na pandemia de Covid-19.

Entretanto, os funcionários ainda reivindicam o salário atrasado, já que no próximo dia 5 completará dois meses de falta de pagamento. Muitos comentam que estão passando necessidades financeiras, principalmente os que possuem filhos, já que os trabalhadores gastam com transporte e alimentação.

Sem previsão de pagamento, a ameaça de paralisação dos serviços nesta semana ganha força. Em comunicado enviado, o hospital disse que “devido à transição entre sistemas financeiros no Estado, os repasses às empresas terceirizadas ainda estão em curso no mês de janeiro. A instituição trabalha para agilizar todos os pagamentos, garantindo que nenhum serviço seja afetado e que os funcionários recebam o mais rápido possível“.

Leia também: Homem entra em supermercado, furta bebida e foge no centro de Imbituva


BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone