Policial

Polícia Civil prende homem condenado por homicídio cometido em Castro em 2011

A vítima se tratava de Gustavo Naoki Fugita, o qual era sócio proprietário de uma empresa de transportes em que o condenado trabalhava como motorista

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) por intermédio da 43ª Delegacia Regional de Polícia de Castro cumpriu mandado de prisão de um homem de 57 anos, pelo crime de homicídio cometido em 2011 no município.

Sob o comando do delegado Marcondes Ribeiro, o Setor Operacional da 43ª DRP de Castro, de posse do mandado de prisão expedido pela Vara do Plenário do Tribunal do Júri de Castro, realizou diligências a fim de identificar o paradeiro do condenado, que tem em seu desfavor sentença penal condenatória de 18 anos de reclusão pelo crime de homicídio.

Leia também: Carro é “fechado” por caminhão na BR-376, perde o controle e capota

Durante a ação policial na manhã de ontem (23) a fim de dar fiel cumprimento ao mandado de prisão, a equipe identificou um caminhão que estava nas proximidades da residência do condenado, aproximadamente há 100 metros, e em consulta a placa do veículo, constatou-se o nome do autor.

Tão logo, a equipe visualizou o condenado saindo da residência e indo em direção do caminhão, adentrando no mesmo. A equipe, então realizou a abordagem e solicitou que o indivíduo desembarcasse do caminhão, ordem esta não acatada. Questionado se possuía arma de fogo, ele negou e continuou a desobedecer a ordem da equipe, reiteradamente, até que num dado momento relatou o porte do armamento.

Diante do fato, de imediato, a equipe fez uso de técnicas de abordagem, desarmando o indivíduo, o qual não possuía documentação ou autorização legal para portar o armamento, sendo um revólver calibre 38 carregado com cinco munições intactas.

Foi dada voz de prisão em flagrante delito, pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e desobediência.

Relembre o caso: No ano de 2011, o condenado conduzia o veículo do tipo caminhão pela Rua Cruz Machado. Na ocasião, populares avistaram o motorista conduzindo o veículo com um indivíduo pendurado pelo lado de fora da porta do motorista.

Então o motorista sacou uma arma de fogo e efetuou um disparo contra o mesmo, que ao ser atingido fatalmente na cabeça, veio a desfalecer em via pública, com o caminhão em movimento. A vítima se tratava de Gustavo Naoki Fugita, o qual era sócio proprietário de uma empresa de transportes em que o condenado trabalhava como motorista. Após o fato, o autor fugiu do local e não foi localizado.

DENÚNCIAS– A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem em investigações. As denúncias podem ser feitas de forma anônima, pelos números 197 da PCPR, ou 181 do Disque-Denúncia.


BNT Vídeos

Mais Lidas

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone