Ponta Grossa

Repasse para entidades socioassistenciais aumenta mais de 5% em PG

Assessoria PMPG
Em 2021, o valor repassado por mês era de R$ 1.186.546,24. Agora, em 2024, o valor está em R$ 2.217.916,11, o que representa o aumento de 86,92%

A Prefeitura de Ponta Grossa realizou na manhã desta segunda-feira (29), no CEU das Artes, ato simbólico com as entidades assistenciais atendidas pelo Município para registrar o reajuste de 5,66% de repasse. No total, durante 12 meses, serão destinados R$ 26,6 milhões para 32 organizações filantrópicas, um suplemento orçamentário de R$ 2 milhões a mais do que estava previsto para 2024. Além disso, com esta elevação, o Município consolida aumento de 86,92% no repasse mensal considerando os três últimos anos.

Em 2021, o valor repassado por mês era de R$ 1.186.546,24. Agora, em 2024, o valor está em R$ 2.217.916,11, o que representa o aumento de 86,92%.

“O compromisso desta gestão é cuidar das pessoas. Desta forma, as entidades exercem um papel importante na construção de uma sociedade mais justa, equitativa e humana, garantindo que todos tenham acesso a condições dignas de vida e, principalmente, oportunidades. Por isso, damos tanto valor a essas entidades”, disse a prefeita Elizabeth Schmidt.

Tatyana Belo, presidente da FASPG, destaca que as entidades socioassistenciais de Ponta Grossa são responsáveis pela oferta do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças, adolescentes e idosos, Serviço de Proteção Social Básica para pessoas com deficiência, Centro Dia para idosos e pessoas com deficiência, e Acolhimento Institucional para crianças e adolescentes, famílias, pessoas com deficiência, idosos e pessoas em situação de rua.

“Neste ano, por exemplo, por mês, serão destinados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) R$ 47,5 mil, cerca de R$ 2,5 mil a mais do que no ano passado. Já o termo de colaboração com a Associação Antônio e Marcos Cavanis – que repassava R$ 113 mil – passa para quase R$ 120 mil por mês. Entre as instituições de longa permanência para idosos, o Asilo São Vicente passou de R$ 270 mil em recursos do Município para R$ 284 mil mensais”, detalha Tatyana.

“As entidades socioassistenciais funcionam como um braço do Município, levando os serviços da assistência social a quem mais precisa. Em virtude disso, o apoio da Prefeitura é fundamental para um atendimento de qualidade, prestado para estes nichos da população”, finaliza a prefeita Elizabeth.

Entidades beneficiadas:
Abase – Casa do Piá, Associação dos Deficientes Físicos de Ponta Grossa Adfpg, Associação de Amigos Pessoa Idosa, Apacd, Apadevi, Apae, Apam, Apedef, Asilo São Vicente de Paulo, Assarte Convivência, Assarte Lar, Associação APROAUT, Irmãos Cavanis, Colméia Espírita Abegail, Casa do Idoso Paulo de Tarso, Francisclara, ACAP Geny Ribas, Iedec Guarda Mirim e Aldeia David Federmann, João XXIII, Lua Nova, Melhor Viver Acolhimento, Melhor Viver República, Nossa Sra. de Lourdes, Pequeno Anjo, Renascer, Renascer – Albergue, Reviver, Sefan, Serviço de Obras Sociais PG, Transformando Gerações e Vila Vicentina.

Leia também: Unidades Sentinelas de PG ampliam o horário de atendimento até às 19h

Assessoria PMPG

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone