Esportes

A equipe do Ponta Grossa Basquete/Curso ASB representará o Paraná na LBF

Engenharia da comunicação
Equipe de Ponta Grossa Basquete/Curso ASB disputa o torneio nacional, cuja primeira fase se encerra em 7 de junho

A Liga de Basquete Feminino (LBF) está na 13ª temporada. Pela primeira vez na história desse torneio nacional da modalidade, o Paraná conta com representante: a equipe do Ponta Grossa Basquete/Curso ASB.

A primeira fase da competição se encerra em 7 de junho. O time paranaense vai a São Paulo enfrentar o Corinthians. Com 22 pontos, a depender de outros resultados, o Ponta Grossa Basquete/Curso ASB entra em quadra com chances matemáticas de classificação para os playoffs (quartas de final).

Independentemente disso, entre atletas, comissão técnica e apoiadores o sentimento é de dever cumprido. “A equipe foi evoluindo, crescendo ao longo da competição, sempre demonstrando comprometimento, espírito esportivo, representando com muita honra a cidade de Ponta Grossa e o Paraná”, assinala a diretora executiva do Curso ASB, Daiane Costa Moreira, empresa patrocinadora master do time.

Leia também: Professores invadem Alep e polícia usa bombas de efeito moral

Além de boas apresentações da Ponta Grossa Basquete/Curso ASB, incluindo três históricas vitórias – contra o Unisociesc/Blumenau, fora (63 a 45); e duas em casa, contra Pontz São José (84 a 70), adversário direto na luta pela oitava vaga às quartas de final, e o tradicional Bax Catanduva (64 a 59) –, atletas da equipe estão entre os destaques da LBF.

A pivô Nádia, com convocações para a seleção brasileira em sua trajetória, é a primeira entre as jogadoras com mais rebotes (12,2 por jogo) na Liga. Lidera também as estatísticas em tocos (1,4/jogo). Nádia é a terceira em arremessos de dois pontos convertidos por partida (5,4) e no quesito eficiência (índice de 21).

Outra atleta do Ponta Grossa Basquete/Curso ASB listada no top cinco das estatísticas da LBF 2024 é a armadora colombiana Manuela Ríos. Ela é a terceira em média de pontos anotados por partida (20,19), em lances livres convertidos por jogo (5) e em bolas recuperadas (2,19/jogo). Além disso, é a quarta em assistências (6,94/jogo).

Por fim, se sobressai nas estatísticas também a armadora Marçal. A camisa 23 da equipe paranaense lidera o ranking de bolas recuperadas, com média de 3,33 roubos de bolas por partida.

Com esses desempenhos, no ranking por equipes, o Ponta Grossa Basquete/Curso ASB se destaca no quesito arremessos de três pontos tentados: é o quinto, com média de 6,79 tentativas de fora da linha dos três convertidas.

SOBRE O PONTA GROSSA BASQUETE/CURSO ASB

O Ponta Grossa Basquete é mantido pela Liga Desportiva de Ponta Grossa (LDPG) com o patrocínio master do Curso ASB, instituição de ensino que oferece curso de auxiliar de saúde bucal. Com a primeira turma aberta em 2013, desde então o Curso ASB já formou 60 mil pessoas, 95% delas mulheres.

A LBF é o principal torneio nacional de clubes de basquete feminino no Brasil. A entidade foi fundada em 2010. Apenas em 2020, em razão da pandemia de covid-19, o torneio não foi realizado.

Nos anos 1990, na antiga Taça Brasil, Ponta Grossa chegou a ser representada pelo Clube Verde. Em 2000, no então Campeonato Nacional de Basquete, o Paraná Basquete (sede em São José dos Pinhais) sagrou-se campeão, em projeto liderado pela Rainha Hortência. Desde a criação da LBF, porém, o estado não tinha clube participante.

Engenharia da comunicação

Avatar

Das assessorias

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone