Destaque Ponta Grossa

Compagas expande distribuição de Gás Natural Veicular em Ponta Grossa

Foto: COMPAGAS
Uma das principais vantagens do uso do GNV é o maior rendimento, por conta da maior capacidade média de rodagem – com o GNV é possível percorrer 14 km por m³

A Compagas anuncia a expansão da distribuição de Gás Natural Veicular (GNV) em Ponta Grossa em parceria com a rede Trevo de postos de combustíveis. O início da nova operação está previsto para a segunda quinzena de fevereiro na unidade localizada na Av. Visconde de Mauá, nº 4.800, estrategicamente posicionada anexa à rodovia BR-376, no km 473, próximo ao portal da cidade.

Essa expansão representa um avanço significativo na oferta de gás natural para o setor de transportes, em especial para atendimento aos veículos pesados, visto que o município conecta importantes rotas logísticas no Paraná.

Leia também: Saiba os horários de funcionamento do comércio durante o feriado de carnaval em PG e região

O CEO da Compagas, Rafael Lamastra Junior, ressalta o compromisso da empresa em promover a expansão do mercado de GNV, buscando viabilizar rotas de transporte do Interior ao Porto de Paranaguá para escoamento da produção agropecuária. “Nosso objetivo é implementar pontos de abastecimento de GNV adequados e adaptados para veículos pesados nas principais rodovias e rotas de escoamento de cargas, permitindo trajetos com maior autonomia dos veículos com uma energia mais limpa”, diz.

Além dos motoristas de veículos pesados que poderão contar com um novo ponto de abastecimento de gás no Estado, o posto atenderá frotistas, motoristas de aplicativos, taxistas e usuários do GNV nos veículos leves. “Com o início de operação do novo posto, os motoristas de Ponta Grossa e região passarão a contar com mais uma opção para abastecimento do GNV e aproveitar todas as vantagens econômicas e ambientais”, completa do diretor técnico-comercial da Compagas, Fábio Morgado.

Com um volume potencial de 2 mil m³/dia, o posto está pronto para atender à demanda por GNV na região. Marcio Belon, proprietário da rede Trevo de postos, destaca a importância da parceria com a Compagas. “O custo-benefício para aqueles que usam o GNV vem da combinação da maior autonomia com abastecimento e custos operacionais mais baixos por quilômetro rodado, tornando-o uma opção atraente, especialmente para motoristas que percorrem longas distâncias regularmente”, destaca.

VANTAGENS – Uma das principais vantagens do uso do GNV é o maior rendimento. Isso se justifica pela maior capacidade média de rodagem – com o GNV é possível percorrer 14 quilômetros por m³. Já com o etanol, essa distância é de 7 km por litro e com a gasolina o motorista faz, em média, 10 km por litro.

Considerando também o menor preço de venda, o GNV pode proporcionar uma economia de até 40% para aqueles que o utilizam. Importante destacar, ainda, que os motoristas paranaenses que possuem o kit GNV instalado e a documentação em dia têm um desconto de 70% no IPVA, pagando alíquota de 1% sobre o valor do veículo, enquanto para os demais é de 3,5%.

No quesito ambiental, ainda que o GNV tenha origem fóssil, ele emite menos poluentes do que os combustíveis líquidos, especialmente por ter uma queima mais limpa, com menos fuligem e menor geração de dióxido de carbono (o gás que mais contribui para o efeito estufa no planeta).

Comparado à gasolina, por exemplo, com o uso do GNV a emissão chega a ser até 30% menor. Também é de fácil dispersão na atmosfera, o que reduz os riscos de acidentes e vazamentos.

No site da Compagas é possível conferir a lista de oficinas e organismos de inspeção credenciados para fazer a instalação do kit GNV. Qualquer veículo movido a gasolina ou etanol pode fazer a conversão. O custo médio é de R$ 5 mil e o investimento pode ser recuperado em um curto período graças à competitividade e à economia proporcionada ao usuário que percorre longos trajetos diariamente.

No site o consumidor também pode acessar o Simulador de Economia e calcular o tempo de retorno do investimento e a economia que o GNV proporciona em relação ao etanol e à gasolina (AQUI).

Foto: COMPAGAS

    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone