Destaque Economia

Funcionários do Banco Central anunciam greve nesta quinta-feira (11)

As principais reivindicações dos funcionários abrangem questões como bônus por produtividade, reajuste na remuneração, etc

Nesta quinta-feira (11), os funcionários do Banco Central do Brasil decidiram entrar em greve por um período de 24 horas, de acordo com o Sinal (Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central). A paralisação, que deve contar com a adesão de mais de 70% dos servidores, pode acarretar em interrupções operacionais em diversos serviços da instituição, incluindo a divulgação de informações, manutenção dos sistemas do Pix e conclusão de projetos em andamento, como o Drex, futura moeda digital brasileira.

“Essa ação pode resultar em interrupções operacionais, um verdadeiro ‘apagão’, em todos os serviços do Banco Central do Brasil. Isso impactará negativamente o atendimento ao mercado e ao público, incluindo cancelamento de reuniões, manutenção em sistemas e atraso na divulgação de informações”, diz a nota do sindicato.

Leia também: Transações via DOC encerram na próxima segunda-feira (15)

Embora a greve possa impactar negativamente o atendimento ao mercado e ao público, o Sinal ressalta que o serviço de Pix continuará operando normalmente durante o período de paralisação. As principais reivindicações dos funcionários abrangem questões como bônus por produtividade, reajuste na remuneração, a exigência de nível superior para cargos técnicos e a mudança de nome do cargo de analista para auditor.

“A decisão de realizar a greve decorre da insatisfação dos servidores em relação ao tratamento dispensado às suas demandas, em meio a concessões assimétricas oferecidas a outras categorias típicas de Estado”, afirma o sindicato, em nota.

“Ressalta-se a preocupação com a falta de diálogo e o alegado açodamento autoritário do presidente do BC na abordagem de questões relevantes, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da independência do Banco Central”, prossegue o documento do Sinal.

O sindicato alega que o orçamento aprovado para este ano beneficia auditores fiscais da Receita Federal e a Polícia Federal, em detrimento dos servidores da autoridade monetária.


    Lucas Portela

    Lucas Portela

    Lucas é jornalista formado em Bacharel pelo Centro Universitário Santa Amélia (UniSecal) de Ponta Grossa.

    Graduado desde 2021, possui experiência com redação em portais de notícia, trabalhou nos bastidores de uma emissora de TV local, se aventurou como produtor audiovisual em uma agência de publicidade, já estagiou como assessor de imprensa na Secretaria Municipal de Educação de Ponta Grossa e atualmente exerce o cargo de jornalista redator no portal Boca no Trombone.

    Comentar

    Clique aqui para comentar

    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone