Coluna

A eterna busca pela “arte do equilíbrio” entre trabalho e a vida pessoal

O Santo Graal dos tempos modernos! Entenda como encontrar equilíbrio entre trabalho e vida pessoal na coluna de Lucas Gonçalves

Ah, o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, esse mítico unicórnio que todos perseguem, mas ninguém parece capturar. Bora bater um papo sobre como nossa sociedade adora exaltar o profissional workaholic enquanto despreza sutilmente aqueles que sabem a hora de desligar o laptop. Vamos enfrentar a realidade: ser um escravo do trabalho não é charmoso, é apenas cansativo. Vamos mergulhar nas maravilhas de tentar não transformar a sala de estar em uma extensão do escritório e de não considerar as reuniões de Zoom como eventos sociais.
Bem-vindos ao fantástico mundo do estresse crônico, onde o desequilíbrio entre trabalho e vida pessoal não é só um hobby, é um estilo de vida! Aqui, a síndrome de burnout é a nova moda (quem precisa de bem-estar quando se pode ter esgotamento emocional, certo?), e doenças cardíacas são como distintivos de honra para os verdadeiros guerreiros do escritório. Ah, e os relacionamentos pessoais? Bem, eles são como plantas que você esqueceu de regar porque estava muito ocupado respondendo e-mails na madrugada. E essa sensação de falta de propósito e satisfação? É apenas o tempero especial da nossa rotina frenética, porque, afinal, quem precisa de paz de espírito quando se pode correr atrás do próximo objetivo profissional.

 

Reconhecendo os sinais de desequilíbrio.

 

Não se preocupe se você já faz parte do clube dos que estão sempre estressados, dormem mal, e cujas habilidades sociais estão se deteriorando mais rápido do que a bateria de celular. Se você se pega checando e-mails no meio da noite ou considerando sua sala no escritório como sua segunda casa, parabéns, você pode estar precisando de uma reforma completa na balança entre trabalho e vida pessoal.
Mas não se desespere! Há uma luz no fim do túnel. Estamos aqui para oferecer um ombro amigo e algumas dicas que vão além do “faça yoga, medite, volte para academia ou pior, tire um tempo sabático”. Vamos falar sobre como restaurar esse equilíbrio mágico sem ter que se isolar numa cabana na floresta.

 

Estabelecendo limites e gerenciando o tempo de forma mais efetiva.

 

Definir limites entre trabalho e vida pessoal parece algo que deveria ser ensinado na escola, junto com matemática. Estabelecer horários específicos para o trabalho é um plano brilhante, desde que você não seja seduzido pelo canto da sereia nem absorvido pelo seu sofá.
E então temos o gerenciamento de tempo ou no tempo como prefiro chamar. Priorizar tarefas e evitar a procrastinação é base de tudo. Mas quem estamos tentando enganar? Todos sabemos que a procrastinação é o passatempo mais comum entre os humanos.
No fim das contas, tentar equilibrar trabalho e vida pessoal é como andar de bicicleta. Só que sem rodinhas, sem freio e com metade de um guidão. Mas ei, pelo menos você está tentando, e isso é o que importa, certo?

Priorizando a saúde e o bem-estar

 

Primeiro, temos a alimentação saudável, um conceito adorável e lindo que todo o ano por diversas vezes você pensa em mudar, até você se deparar com uma barra de chocolate na prateleira do supermercado piscando para você. Exercícios regulares? Claro, porque depois de um longo dia de trabalho, tudo o que você mais deseja na vida é colocar o shape do Hulk ou correr uma maratona, vai vendo.
Reservar tempo para atividades relaxantes? Isso soa como um conto de fadas. “Era uma vez, um tempo livre”. Encontrar alegria então… Sim, entre uma reunião e outra, porque, claro, estabelecer limites com o trabalho é tão fácil quanto ensinar um gato a dar a pata.
E as férias regulares? Todo o ano é a mesma história, pelo menos aqui em casa. Você marca, desmarca, remarca, e quando finalmente vai, passa metade do tempo pensando no trabalho que te espera na volta. Pois bem, continue nesse caminho tortuoso em busca do equilíbrio, eventualmente, você encontra uma rotina que não te faça pensar em fugir todos os dias com certa frequência.

 

Cultivando relacionamentos pessoais significativos

E os relacionamentos pessoais, essas joias raras em um mundo onde “estar absolutamente ocupado” é um status social. Fala sério, como está seu tempo com amigos e familiares? Isso soa quase tão realista quanto encontrar um pinguim no Saara. Mas, acredite ou não, tento explicar para meus filhos todo o santo dia que cultivar relacionamentos significativos é muito mais legal e prazeroso que acumular curtidas nas infinitas redes sociais que você se cadastra todo o dia.
Então, o que fazer? Planeje atividades em conjunto. Ok, você deve estar pensando, a claro! está fácil. Como vou encaixar um jantar ou um passeio com amigos ou familiares, entre as reuniões intermináveis e as minhas maratonas preferidas na Netflix?
Olha, no fundo, no fundo, sabemos que esses momentos com amigos e familiares são como água no deserto da rotina diária. Então, mesmo que pareça tão difícil quanto aprender uma nova língua, vale a pena tentar. Talvez você descubra que nutrir essas conexões é o melhor que você pode fazer, não só para eles, mas para si mesmo.
Guia básico para você começar a gerenciar seu tempo.

 

• Você tem falta de atenção?
•Suas noites de sono são ruins e leves?
•Você não tem horários específicos para o trabalho?
•Sua alimentação está um caos?
•E o exercício físico como anda?
•Hobbys tem algum?
•Você continua negando convites de familiares ou amigos pelo cansaço do trabalho?

 

Reconhecer a importância desse equilíbrio é o primeiro passo, estar ciente dos sinais de desequilíbrio, o segundo. Mas vamos lá, tomar medidas práticas para alcançar uma maior harmonia é o desafio. Não perca as esperanças! Fazer essas mudanças positivas é como começar aquela dieta em plena segunda-feira: difícil, mas não impossível. E quando você finalmente conseguir, você estará no caminho para uma vida mais equilibrada e gratificante.


Lucas Gonçalves

Lucas Gonçalves

Minha carreira é definida pela habilidade de combinar tradição com inovação, isso resulta em estratégias de marketing e growth que normalmente excedem as expectativas convencionais. Tenho um histórico diversificado, com passagens por agências de publicidade, startups, incorporadoras, multinacionais e escritórios de cybersegurança, isso demonstra a minha versatilidade e capacidade de adaptação. Curioso, procuro antecipar algumas tendências. Tenho uma abordagem mais centrada na análise de dados e na criatividade, visando resultados que impulsionam o crescimento dos negócios.

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone