Política

Em sessão na Câmara de PG, vereador Filipe Chociai diz que já foi “ameaçado de morte”

Imagem: Luiz Lacerda | CMPG
Chociai apontou que estava "cansado da forma como situações estavam sendo tomadas na Câmara dos Vereadores" e citou que já teria sofrido ameaças

O presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, Filipe Chociai (PSD), fez um desabafo na sessão desta segunda-feira (08). Ele chegou a dizer que recebeu ‘ameaças de morte’ durante o exercício do cargo.

O desabafo foi dado após um questionamento do vereador Izaías Salustiano (PL), sobre a retirada da pauta do projeto de Lei 195/2024, que trata sobre o recuo frontal estabelecida pela Lei n° 14.482/2022, que dispõe sobre o uso e ocupação do solo no Município de Ponta Grossa, o ‘Plano Diretor’. “Estou muito triste, porque isso fere a competência de nós, vereadores, e é uma decisão arbitrária”, disse Izaías.

Durante a fala, que durou cerca de 20 minutos, Chociai apontou que estava “cansado da forma como situações estavam sendo tomadas na Câmara dos Vereadores” e citou que já teria sofrido ameaças nos bastidores políticos, inclusive de morte. “Cobranças pro vereador Filipe, ameaças de cassação, ameaças de morte. Este é o contexto que vive esta presidência nos últimos 18 meses. Eu não vou mais aceitar isso”, disparou.

No entanto, o parlamentar não explicou como se deram estas ameaças, tampouco quem seria(m) o(s) autor(es). Em seguida, ele afirmou que a questão não tinha relação com Salustiano. 

No desabafo, Chociai também fez apontamentos e críticas sobre a situação do Plano Diretor e reafirmou que não é pré-candidato. “Tenho 180 dias para fazer o que tem que ser feito. Este presidente já está cansado de pessoas que ser compreendido ou de pessoas que não querem compreender”, disse.

O projeto 

Chociai argumentou que a devolução do projeto se deve à ampliação da discussão das mudanças do Plano Diretor, e citou que já devolveu seis projetos que tratam do assunto para a Prefeitura e para outros vereadores. Izaías disse que irá apresentar recurso para que o projeto em questão seja votado no Plenário, pois outros 14 vereadores também assinaram a proposta.

Leia também: Guarda Civil Municipal de Ponta Grossa passará por mudanças temporárias no comando


Carlos Solek

Carlos Solek

Castrense, formado em jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2020-2023). Atua no portal BNT desde setembro de 2022.

Comentar

Clique aqui para comentar

BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone