Destaque Policial

Justiça condena homem a 36 anos de prisão por pornografia infantil em Campo Largo

As investigações revelaram que o réu, cunhado e padrinho da vítima, teria praticado repetidas vezes atos libidinosos contra uma criança de apenas três anos

A Vara Criminal de Campo Largo emitiu a condenação de um homem a 36 anos, 10 meses e 5 dias de prisão pelos crimes sexuais cometidos contra uma criança e adolescente. A decisão, expedida nesta quarta-feira (17), resultou de denúncia do Ministério Público do Paraná, representado pela 5ª Promotoria de Justiça da Comarca.

O réu, agora condenado, enfrentava acusações graves, incluindo estupro de vulnerável, armazenamento de conteúdo pornográfico infantil e registro de cena de sexo com criança. As investigações revelaram que o réu, cunhado e padrinho da vítima, teria praticado repetidas vezes atos libidinosos contra uma criança de apenas três anos, com quem morava junto na mesma residência.

Leia também: Polícia Civil busca por jovem desaparecido desde dezembro em Imbituva

Além disso, o condenado armazenou em aplicativo vinculado ao seu e-mail e número de celular um total de 1.431 vídeos e fotos de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Os crimes ocorreram entre 25 de novembro de 2019 e 1º de junho de 2023, enquadrando-se nos artigos 217-A do Código Penal e 240 e 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente.

O acusado, detido desde julho de 2023, cumprirá a pena em regime fechado.


    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone