Destaque Geral

Pix no Carnaval: especialista aponta 6 maneiras para evitar prejuízos

Divulgação
Especialista elenca seis formas de proteger os celulares e evitar prejuízos no Carnaval

O Carnaval está chegando e com ele a promessa de diversão, música e muita folia. Milhões de pessoas em todo o país se preparam para seguir os blocos pelas ruas, criando uma atmosfera de alegria contagiante. Em São Paulo, por exemplo, mais de 400 blocos saíram às ruas em 2023, atraindo mais de 15 milhões de foliões sedentos por diversão.

No entanto, em meio à euforia e à festa, um aspecto importante muitas vezes é deixado de lado: a segurança. “Infelizmente, é nesse momento que os mal-intencionados aproveitam para estragar a festa de muitos”, comenta  Túlio Iannini, CEO da U4Cfintech que oferece a plataforma completa para criação de bancos digitais white label, especializada em soluções Pix para empresas, desenvolvedores de softwares e fintechs.

O celular se tornou o item mais visado durante o Carnaval, e não é para menos. “O Brasil ocupa o quinto lugar no ranking dos países com maior quantidade de usuários de smartphones, com mais de 118 milhões de celulares ativos em 2023. Hoje em dia, ele é um verdadeiro canivete suíço, reunindo inúmeras utilidades em um só dispositivo. É câmera fotográfica, documento de identificação, meio de comunicação, além de possibilitar o pagamento de compras”, comenta Túlio.

De acordo com o Anuário de Segurança Pública de 2023, o roubo de celulares cresceu assustadores 157% no Brasil em relação ao ano anterior. Mais de 60% dos roubos aconteceram durante a noite e em vias públicas, quando a distração e a aglomeração são maiores.

Leia mais: Ex-assessor de Bolsonaro, Filipe Martins, foi preso na casa da namorada em PG

E é nesse contexto que o Pix, o meio de pagamento queridinho dos brasileiros, ganha destaque no Carnaval. Com a facilidade e agilidade que o Pix oferece, é natural que muitos foliões optem por utilizá-lo para pagar as despesas durante a festa. No entanto, é preciso tomar precauções para não se tornar mais uma vítima dos golpistas.

Para garantir a segurança do seu celular e das suas transações, Túlio Iannini elencou seis dicas valiosas:

1 – Evite o roubo do celular: mantenha o aparelho sempre em um lugar seguro, junto ao corpo, de preferência com uma corda presa na calça ou no cinto. Evite exibi-lo desnecessariamente e, ao utilizá-lo, faça isso rapidamente e guarde-o novamente em um local seguro. Ao fazer ligações ou enviar mensagens, procure um local menos tumultuado, seguro e reservado. E ao realizar pagamentos, seja ágil para preservar os seus dados.

2 – Confunda o inimigo: instale aplicativos de diferentes bancos no seu celular – O máximo possível. Escolha um deles para ser utilizado exclusivamente nas operações Pix durante o Carnaval, preferencialmente um que ofereça segurança e não seja muito conhecido. Coloque o aplicativo junto de outros que não tenham relação com a área financeira. Essa estratégia dificultará a vida de quem tentar acessar a sua conta.

3 – Mantenha todos os aplicativos fechados: antes de sair, verifique se todos os seus aplicativos estão fechados, ou seja, sem que você tenha realizado o login de acesso. Isso inclui, principalmente, o aplicativo do seu banco. Sempre que utilizá-lo, tenha o hábito de fechar o acesso.

4 – Sem aplicativo de e-mail: apague o aplicativo de e-mail do seu celular. Através do e-mail, os fraudadores podem obter dados importantes, como o acesso ao aplicativo do seu banco.

5 – Limite o Pix: ao sair de casa, configure o limite do seu Pix para o valor essencial que você precisará naquele dia. Se possível, transfira os demais valores para outro banco que não tenha o aplicativo instalado no seu celular durante a folia.

6 – Recorra ao MED: você sabia que existe um Mecanismo Especial de Devolução do Pix? Poucos brasileiros conhecem essa ferramenta, criada em 2021, que pode ser acionada em casos de fraude, golpe, engenharia social ou falha operacional nos sistemas da instituição envolvida. É importante conhecer os procedimentos para utilizar o MED e garantir a devolução do seu dinheiro, caso seja necessário.

“Lembre-se, o Carnaval é uma festa para ser aproveitada com alegria e segurança. Siga essas dicas e não deixe que o amor pela folia se transforme em ódio por conta de problemas com o seu celular ou transações financeiras. Divirta-se com responsabilidade e curta ao máximo”, finaliza Túlio.


    BNT Vídeos

    Quer receber as Newsletter BnT?

    Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone