Destaque Ponta Grossa

Prefeitura afasta guarda municipal que teria agredido adolescente com autismo em UPA de PG

Secretaria instaurou um processo administrativo e o guarda será afastado de suas funções até que seja investigado todo o caso

A Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública, informou que afastou o guarda municipal que teria agredido um adolescente com autismo na tarde desta sexta-feira (02), na UPA Santana.

De acordo com a nota da Prefeitura,a secretaria instaurou um processo administrativo e o guarda será afastado de suas funções até que seja investigado todo o caso. Leia o posicionamento:

“A Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública informa que já foi instaurado processo administrativo e que a denúncia está sendo investigada pela Corregedoria da Guarda Civil Municipal. As informações colhidas também já foram repassadas para a Polícia Civil para que sejam tomadas as devidas providências.

Além disso, o agente também será afastado das funções de atendimento ao público até que sejam finalizadas as investigações da Corregedoria.

Por fim, a Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública ressalta  que as apurações serão tratadas com o devido rigor e que não admite, sob nenhuma hipótese, o emprego de ações que estejam em desacordo com os protocolos padrão de segurança e de atendimento da população”.

 

O caso

Segundo a mãe do adolescente de 16 anos, portador de autismo, que denunciou o caso ao BNT, ele estaria agitado na UPA Santana, proferindo xingamentos e ameaças, devido a falta de remédio. As enfermeiras acionaram a Guarda Municipal, que foi até o local.

Na UPA, um dos agentes teria entrado no quarto, perguntando para o adolescente se “ele era o valentão” e, em seguida, dado um tapa no rosto do paciente. Ainda segundo a mãe, o guarda teria dito que voltaria, caso precisasse. O jovem ficou apavorado.

Em boletim da GCM, a que o portal Boca no Trombone teve acesso, o guarda confirma que o jovem estava alterado, mas relatou que não houve nenhuma agressão por parte dele. A Prefeitura investiga o caso.

Leia também: Deputados da região comentam volta das atividades da ALEP e suas principais metas


BNT Vídeos

Quer receber as Newsletter BnT?

Cadastre-se e receba, um email exclusivo com as principais noticias produzidas pela equipe do Portal Boca no Trombone